Participantes de conferência defendem ampliação do uso de bicicletas nas cidades brasileiras

E-mail Imprimir PDF

bicicBrasília - A redistribuição do espaço público é a solução para a introdução de bicicletas nas avenidas do Brasil. Essa foi a idéia defendida por Reginaldo Paiva, representante da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) durante o encerramento da 1ª Conferência Internacional de Mobilidade por Bicicleta, em Brasília.

 

Segundo Paiva, cidades como São Paulo podem ter um trânsito mais tranqüilo se fossem feitas adaptações para o uso de bicicletas. De acordo com estudos da CPTM, o sistema viário brasileiro é destinado aos automóveis, o que dificulta as transformações nas estradas e no comportamento da sociedade.

 

Em São Paulo já foram construídos 14 bicicletários em estações ferroviárias. Os locais são destinados àqueles que se deslocam até a estação de bicicleta e não contam com espaço para deixar os equipamentos. O objetivo é estimular o uso de bicicletas em trajetos diários, como o de casa para o trabalho.

Planos estão sendo criados para que bicicletários sejam criados em todo o país. "Não queremos que as pessoas abandonem os seus carros, mas que aprendam uma forma saudável e econômica de locomoção.", afirmou o diretor da União dos Ciclistas do Brasil (UCB), Fernando Lobo.

A conferência fez parte do "Bicicultura - bicicletas para um mundo melhor", evento organizado pela UCB e pela ONG Rodas da Paz.

Retirado de http://www.agenciabrasil.gov.br/noticias/2008/11/14/materia.2008-11-14.5911058220/view em 20/11/08 

 

Adicionar comentario

:D:lol::-);-)8):-|:-*:oops::sad::cry::o:-?:-x:eek::zzz:P:roll::sigh:
Bold Italic Underlined Striked Quote


Codigo de seguranca
Atualizar

Canais

Ferramentas

On-line

None

Patrocinador

Banner

Parceiros

Publicidade

Banner