Construção de ciclovias é prioridade do governo, diz secretário

E-mail Imprimir PDF

bBRASÍLIA - Começou nesta quarta-feira, em Brasília, o Bicicultura Brasil - Bicicletas por um mundo melhor. O evento, que segue até sábado, servirá para discutir e incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte nos centros urbanos. Ao participar da conferência sobre Políticas Públicas e a Mobilidade por Bicicleta, o secretário nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana, Luiz Carlos Bueno de Lima, disse que a expansão do uso de ciclovias nas cidades é prioridade do governo federal.

- Vamos investir para que, num curto espaço de tempo, tenhamos uma boa estrutura de ciclovia no país. Já investimos R$ 15 milhões e temos condições de investir cerca R$ 200 milhões no decorrer do próximo ano - afirmou Lima. - Pretendemos difundir o conceito de mobilidade urbana sustentável, a fim de estimular os meios de transportes não motorizados. A bicicleta complementa outros diversos setores de transporte público do país - afirmou.

De acordo com Beth Davison, da organização não-governamental (ONG) Rodas da Paz, educação é a palavra chave para melhorar a qualidade de vida nas cidades. - Temos que ter, sobretudo, educação no trânsito para reconhecer que existem outros meios de transportes. A bicicleta tem que ser vista como meio de transporte - disse Beth.

- Aqui, quando se fala em ciclista ainda se pensa que é a pessoa que está treinando, um esportista. E não é. Ele está usando a bicicleta para se locomover, para trabalhar, para ir à escola, para ir a todos os lugares. Por isso, ele tem que ser visto como tal, tem que ser respeitado como tal -acrescentou ela.

Beth disse ainda que o evento serve para discutir propostas para ampliar o uso de bicicletas no transporte urbano. - No Brasil, muitas cidades já adotaram a cultura da bicicleta. Temos experiências de cidades com grande malha de ciclovia, como o Rio de Janeiro, São Paulo e Santos. Sorocaba [SP] tem a maior rede de ciclovia do país. No Distrito Federal, o governador [José Roberto Arruda] prometeu 600 quilômetros de ciclovias e já construiu 50 quilômetros. Então, a gente já avançou e pretendemos avançar mais. Vamos respeitar a bicicleta como meio de transporte e abrir espaços nas vias para ela como veículo que é - concluiu.

Retirado de http://jbonline.terra.com.br/extra/2008/11/12/e121122800.html em 20/11/08

 

Adicionar comentario

:D:lol::-);-)8):-|:-*:oops::sad::cry::o:-?:-x:eek::zzz:P:roll::sigh:
Bold Italic Underlined Striked Quote


Codigo de seguranca
Atualizar

Canais

Ferramentas

On-line

None

Patrocinador

Banner

Parceiros

Publicidade

Banner