Ciclista morre na SC-401, depois de 111 dias sem vítimas na rodovia

E-mail Imprimir PDF

fdsffDepois de 111 dias sem nenhum acidente fatal, um ciclista morreu atropelado no trecho inacabado da SC-401, rodovia estadual mais movimentada do Estado, com fluxo de até 22 mil veículos por dia durante a alta temporada. No último ano, pelo menos quatro pessoas perderam a vida no mesmo quilômetro de entroncamento entre as pistas simples e duplicadas, na Capital. No fim de semana, dois perderam a vida nas ruas e estradas catarinenses.

Na madrugada de sábado, às 4h, Thiago Batista, de 22 anos, foi encontrado morto perto do viaduto de Jurerê, na rodovia que abarca a importante função de interligar a área central de Florianópolis às praias do Norte da Ilha. O ciclista apresentava múltiplas lesões no corpo.

O único trecho duplicado da SC-401 vai do Itacorubi até Jurerê, e tem aproximadamente 13 quilômetros. Outros sete ainda estão em pista única. De acordo com informações do Departamento Estadual de Infra-estrutura (Deinfra), o primeiro projeto de duplicação da estrada é de 1987 e a segunda ordem de serviço de ampliação foi anunciada há 14 anos.

Outra vítima do km 6 foi Juliano Gerônimo, 19 anos. Ele foi atropelado em novembro de 2008. No mesmo local, Rodrigo Wilmar da Costa morreu atropelado, com 24 anos, no dia 13 de setembro.

Em março, mais uma morte foi registrada próximo ao quilômetro das mortes, no km 5,4. Claudemir Torres do Amarante guiava um Fiat Uno e morreu ao colidir com um Corsa e uma motocicleta.

Todas os acidentes fatais aconteceram no sábado, dia de grande fluxo de veículos na rodovia.

Outro acidente mata motociclista no sul

Uma colisão entre uma motocicleta e um caminhão provocou a morte de Gilson Ramos dos Santos, de 40 anos, que conduzia a moto CBX Strada 200 placas de Grão Pará, na madrugada de domingo, em Braço do Norte, no Sul do Estado.

Gilson sofreu politraumatismo e morreu no local. O acidente aconteceu às 4h50min, no quilômetro 198 da SC-438, rodovia que liga Braço do Norte a Tubarão. O motorista do caminhão Mercedes-Benz, placas de Orleans, Cleoni Rossi Nazário, 42 anos, saiu ileso do acidente.

Retirado de http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default.jsp?uf=2&local=18&section=Geral&newsID=a2423250.xml em 03/03/09.

Última atualização ( Ter, 03 de março de 2009 21:29 )  

Adicionar comentario

:D:lol::-);-)8):-|:-*:oops::sad::cry::o:-?:-x:eek::zzz:P:roll::sigh:
Bold Italic Underlined Striked Quote


Codigo de seguranca
Atualizar

Canais

Ferramentas

On-line

None

Patrocinador

Banner

Parceiros

Publicidade

Banner