Chega a vez dos ciclistas em Blumenau

E-mail Imprimir PDF

asdghsdDepois de anos negligenciadas por sucessivas administrações públicas, Blumenau volta-se para investimentos em faixas exclusivas para ciclistas. Trata-se de uma aposta que, de forma integrada, atende às necessidades dos usuários desse meio de transporte saudável, barato e que não polui o ambiente. Ciclovias seguras, com um percurso ajustado às características da cidade, podem ser um instrumento auxiliar no planejamento urbano, que historicamente supervalorizou o automóvel. A cidade deve aprender a conviver com o transporte a pedal, permitindo a retomada do convívio pacífico nas conturbadas ruas do município. (Editorial do Jornal de Santa Catarina de 13/07/09 com o título "Chega a vez dos ciclistas")



Blumenau implanta mais ciclovias
Em duas semanas, ciclistas terão novos espaços exclusivos para pedalar pelas ruas do Bairro Vila Nova

Afaixa branca e vermelha na lateral da rua estende-se até onde a visão alcança. Acompanha curvas, subidas e descidas. Ao longo do trecho, imagens de uma bicicleta, pintada em branco sobre o asfalto, deixam claro a utilidade do espaço que, em breve, será exclusivo dos ciclistas. Esse é o cenário de quem passa pelas ruas Almirante Barroso, que está recebendo ciclovia, e pela Theodoro Holtrup, onde a faixa exclusiva para ciclistas já existente está sendo sinalizada.

Segundo o diretor de Serviços Urbanos da prefeitura, Valdecir Dutra, as ciclovias devem receber ainda tachões para delimitar o espaço das bicicletas e sinalização vertical. A previsão é que, se o tempo contribuir, os trabalhos estejam concluídos em duas semanas. A partir daí, nenhum veículo poderá trafegar ou estacionar no local.

A implantação de espaços exclusivos para ciclistas é apontado pela Secretaria de Planejamento Urbano e Seterb como uma das medidas fundamentais para estimular o uso de meios de transporte alternativos e diminuir o número de carros nas ruas. A criação das ciclovias nas ruas Almirante Barroso e Theodoro Holtrup, no entanto, ainda está longe de solucionar o problema da falta de passeio adequado para adeptos da bicicleta. Apesar de espalhadas por todo o município, as ciclovias já existentes – cerca de 48 quilômetros – não são integradas, fazendo com que os espaços para ciclistas estejam restritos a pequenos trechos.

– Seria irresponsabilidade incentivarmos o uso da bicicleta sem que as pessoas tenham estrutura para isso. As novas ciclofaixas são um passo adiante, mas temos que reservar campanhas de estímulo para um segundo momento – avalia Eldon Jung, um dos coordenadores da Associação Blumenauense Pró-Ciclovias (ABC Ciclovias).

Projeto prevê 145 quilômetros de ciclovias
De acordo com a diretora de Planejamento Viário, Rita de Cássia Bruel Antonio, o município pretende implantar novos espaços para ciclistas gradualmente, ao longo deste ano e do próximo. A intenção é oferecer, no total, 145 quilômetros de ciclovias em vias consideradas estratégicas, do Norte ao Sul da cidade. A Rua Benjamin Constant será uma das próximas a receber a faixa exclusiva para os ciclistas, porém não há calendário definido para o processo de implantação.

– Infelizmente, não podemos criar toda a infraestrutura de uma só vez. Hoje, temos um monte de segmentos que ainda não são ligados. Mas entendemos que é uma maneira de começar a incentivar a cultura do uso da bicicleta – defende a diretora.

Clique aqui para baixar o mapa das vias ciclísticas de Blumenau.

Rafael Waltrick ( Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo. )


Comerciantes criticam área para ciclistas

A implantação das ciclovias é vista com receio pelos comerciantes, que não poupam críticas ao espaço destinado aos ciclistas. Na Rua Almirante Barroso, proprietários de estabelecimentos comerciais temem a diminuição no número de clientes com a perda das vagas de estacionamento.

– Sinceramente, não sei se haveria necessidade de ciclofaixa aqui. Vejo pouco ciclista na rua, ao contrário do grande número de carros – avalia Marcos Aurélio dos Santos, proprietário de uma revenda de veículos.

– Vai prejudicar a gente, com certeza. Aqui, tudo é comércio, e não passam nem 10 bicicletas por dia – completa Gilson Antonio Medeiros, proprietário de uma lanchonete.

Na Rua Benjamin Constant, que também está prevista para receber um espaço exclusivo para ciclistas, as reclamações continuam. A possibilidade da criação de ciclovias na rua já foi, inclusive, motivo de abaixo-assinado dos comerciantes, anos atrás.

– O estacionamento aqui já é precário. Se botar ciclovias, não sobra espaço nem para os carros trafegarem. Iria ser péssimo – critica Neide Parizotto Bortoli, proprietária de um salão de beleza.

A Secretaria de Planejamento Urbano estima que serão gastos em torno de R$ 5 milhões na reformulação da estrutura viária do município, com a implantação de ciclovias, corredores exclusivos para ônibus e melhoria dos passeios públicos. Segundo o secretário Walfredo Balistieri, o projeto básico dos corredores preferencias para ônibus está pronto e deverá iniciar no Terminal do Aterro, passando pelo Terminal da Proeb e chegando até o Terminal da Fonte.


As reportagens acima foram retiradas em 13/07/09 respectivamente de http://www.clicrbs.com.br/jsc/sc/impressa/4,185,2577987,12702, de http://www.clicrbs.com.br/jsc/sc/impressa/4,186,2577578,127022 e de http://www.clicrbs.com.br/jsc/sc/impressa/4,186,2577579,12702.

Leia também

Última atualização ( Seg, 13 de julho de 2009 20:46 )  

Adicionar comentario

:D:lol::-);-)8):-|:-*:oops::sad::cry::o:-?:-x:eek::zzz:P:roll::sigh:
Bold Italic Underlined Striked Quote


Codigo de seguranca
Atualizar

Canais

Ferramentas

On-line

None

Patrocinador

Banner

Parceiros

Publicidade

Banner