Diminui a quantidade de ciclistas na passarela da ponte Pedro Ivo Campos

E-mail Imprimir PDF

dfghjCaiu em 51,68% a quantidade de ciclistas que utilizam a passarela da ponte Pedro Ivo Campos em relação ao ano 2003. Este é o resultado de uma Contagem Volumétrica realizada pela ViaCiclo no dia 29/04/10, revelando a reversão de uma tendência de crescimento em relação à pesquisa anterior, do ano 2000, quando a passarela da ponte Colombo Saller era acessada por escadaria.

Entre as 6:00 h e as 20:00 h foram contados 287 deslocamentos de ciclistas e 442 deslocamentos de pedestres na passarela, seja em direção à ilha, seja em direção ao continente. A quantidade de pedestres diminui em 39,95% em relação a 2003.dsfasg

"Esta lamentável constatação obriga a sociedade a refletir sobre as políticas de mobilidade praticadas na cidade", afirma a geógrafa Roberta Raquel, que concluiu seu mestrado em 2010 com a dissertação "Espaço em transição: a mobilidade ciclística e os planos diretores de Florianópolis". Para ela, a oferta de vias para os veículos motorizados e o aumento da periculosidade do trânsito afastam os ciclistas das ruas.

O perigo do trânsito foi mencionado pela maioria dos 95 ciclistas entrevistados, que requisitaram ciclovias, bicicletários e mais respeito por parte dos motoristas. A Entrevista de Perfil e Opinião demonstrou que os ciclistas, na média, são bem instruídos, possuem renda em torno de R$ 1.900,00, usam a bicicleta 5 vezes por semana principalmente para o trabalho, preocupam-se com a saúde e cumprem um trajeto de 11,5 km de extensão.

As entrevistas buscaram conhecer aindaa opinião dos ciclistas acerca da qualidade da passarela, que foi avaliada como "Regular" nos itens segurança, acesso, higiene e iluminação.

dfA pesquisa também foi realizada, na mesma data, na passarela sobre a BR 282 Via Expressa no bairro Monte Cristo, porém com a duração de apenas 8 horas (não foram contadas as primeiras horas da manhã e da noite, quando o fluxo certamente é maior). A passarela também é muito útil para as comunidades do entorno, por onde passam 0,17 ciclistas por minuto e 0,90 pedestres por minuto (contra 0,34 e 0,53, respectivamente).

sdfghjAs entrevistas com os usuários da passarela do bairro Monte Cristo confirmaram a expectativa de que seus usuários são, em geral, de menor qualificação profissional e têm na bicicleta um aliado da economia familiar: 57% não concluiu o ensino fundamental e 57% revelaram que usam a bicicleta por fatores econômicos.

A pesquisa está sendo oferecida ao poder público, para auxiliar no desenvolvimento de políticas públicas que realmente incluam as modalidades ativas (e, por conseguinte, saudáveis, limpas, econômicas e justas) de mobilidade, sobretudo ao Dnit/SC, que está executando estudos técnicos para a duplicação da BR 282. A construção de ciclovia em tal obra contribuirá, assim está convicta a ViaCiclo, para o aumento da segurança e para a diminuição da extensão das viagens dos ciclistas e para atrair novos usuários da bicicleta como meio de transporte.

 

Por André Geraldo Soares (ViaCiclo)

Última atualização ( Seg, 08 de novembro de 2010 10:57 )  

Comentario 

  1. #6 engenheiro Daniel Write e-mail
    2011-11-1100:13:17 Além da falta de vigilância (vez ou outra passa um PM de moto na passarela mas é bastante raro), outro problema é o descaso ainda maior com a manutenção das passarelas em relação com as faixas rodoviárias das pontes.
  2. #5 Luciano Osmar Meneze Write e-mail
    2011-10-2812:02:40 Gostaria ir do continente Jardim Atlântico passar passar na beirar do estreito, passar na passarela do ponte e ir na beira norte e chegar na UFSC (Trindade). Todos falam que é perigoso, puxa quando vamos ter possíblidade de ter uma postura mais moderna, economica, e sobretudo que faz bem a saude andar de bicicleta. O impasse no meu ver está NA PONTE, passarela… já foi resolvidos o que dizem nossos representantes que gestão a cidade?
    abraços
  3. #4 elpidio Write e-mail
    2010-08-3010:15:37 Olá a todos passo por ali quase todos dias para ir trabalhar nunca tive problema tem bastante pessoas pescando é é muito tranquilo recomendo é calmo e tranquilo …
  4. #3 Marina Write e-mail
    2010-07-2516:54:29 Por isso mesmo não passo por ali. A fama de "local perigoso" é grande entre meu ciclo de amizades. Mas seria perfeito pra mim, visto que entro no trabalho as 7 e saio as 15h.
    :)
  5. #2 marco owc Write e-mail
    2010-07-1020:01:07 è extremamente perigoso usar aquela passarela, por isso não uso
  6. #1 Meurer Write e-mail
    2010-06-0807:01:17 Passo pela passarela da ponte quase todos os dias. Quando falo para alguém que passo por alí sempre me perguntam "Mas não é perigoso?".
    Esta percepção de insegurança deve reduzir bastante o número de usuários da passarela.

Adicionar comentario

:D:lol::-);-)8):-|:-*:oops::sad::cry::o:-?:-x:eek::zzz:P:roll::sigh:
Bold Italic Underlined Striked Quote


Codigo de seguranca
Atualizar

Canais

Ferramentas

On-line

None

Patrocinador

Banner

Parceiros

Publicidade

Banner